Selecione a página

Quando a ciência não explica

Quando a ciência não explica

O mês de abril de 2021 ficará marcado na vida do Sr. Alceu Freitas como uma bênção particular

O dia 5 de abril de 2021 certamente não será esquecido pelo Sr. Alceu Freitas, casado e pai de três filhos, pois um fato marcante flagrado pelas câmeras externas do posto de combustíveis onde trabalha a 13 anos mostra o momento exato em que um automóvel passa por cima do seu corpo sem causar nenhum ferimento, o fato foi tão marcante que as imagens viralizaram em muitas partes do Brasil. 

Conversamos com o Sr. Alceu para a Revista Afeto. Quando perguntado se ele lembra do fato ele diz que sim, ele estava agachado limpando uma caixa subterrânea de passagem de água, quando repentinamente o carro simplesmente passa sobre ele, ao qual ele relata que não sentiu dor alguma nem precisou de atendimento médico e passou o restante do dia trabalhando, porém o motorista que o atropelou precisou ser socorrido pois ficou em estado de choque com o ocorrido. 

O Sr. Alceu acredita ter sido um livramento de Deus pois não houve nenhuma fratura. Aproximadamente 20 dias depois, a esposa de Alceu, Claudete Castilho, insistiu que ele fizesse alguns exames ao qual a tomografia revelou que não havia sofrido ferimento algum.

Para finalizar, o Sr. Alceu é tácito em afirmar “Sem dúvidas foi um milagre, só Deus para me dar este livramento.”, complementa ainda dizendo que acredita que Deus tem um grande propósito em sua vida pois pouco tempo antes de ser atropelado pegou o coronavírus com a variante P1 e após 35 dias praticamente sem poder andar, com 18 quilos a menos veio um pronto restabelecimento. 

Confira nossa conversa com a Dra. Helayne Cardoso, que atendeu o Sr. Alceu:

Dra. Elaine, como você analisa o caso do senhor Alceu Freitas?

Realmente foi algo surpreendente, algo a mais do que a expectativa, a gente esperava que tivesse algum ferimento grave, rompimento de órgão, algum hematoma, mas para nossa surpresa não teve nada. Quando o paciente foi ao consultório ele já tinha passado pela UPA, e lá ele foi examinado e liberado, quando ele contou a história eu não tinha visto o vídeo e ele me mostrou lá na hora da consulta, quando eu vi eu falei olha meu amigo, dê graças a Deus porque você teve uma segunda chance de vida, eu falei agradeça a Deus porque realmente você teve uma nova chance de viver, só Deus explica.

Que tipo de trauma poderia ter causado na região em que passou a roda do carro?

Poderia ter tido um esmagamento de órgão pulmonar, uma hemorragia, esmagamento cardíaco, fratura de arcos costais, e passou muito próximo a barriga o que é fácil de romper baço o que gera uma hemorragia muito grande, essa foi a minha preocupação, baço, fígado lacerar, não tinha nenhum fio de costela quebrado, nada. 

Normalmente na medicina vocês vivem nessa linha tênue entre a vida e a morte, o que você faz quando percebe que, o que o paciente precisa, está além das suas atitudes e conhecimentos?

Difícil né, bom ao meu ver Deus permitiu que eu pudesse estudar, então eu tento fazer o máximo daquilo que eu tive de sabedoria para ajudar o paciente, mas chega um momento que eu não tenho o que fazer e cabe ao senhor discernir o que vai acontecer com a vida daquela pessoa, o que ele vai fazer.

EDIÇÃO ANTERIOR

Posts recentes