Selecione a página

Entrevista com o Dr. Washington Lima, cirurgião plástico, especialista em microcirurgia reconstrutiva.

Entrevista com o Dr. Washington Lima, cirurgião plástico, especialista em microcirurgia reconstrutiva.

Dr. Washington, ajude-nos a entender, o que é e quando recomenda-se a microcirurgia reconstrutiva?

Quando a reconstrução de alguma região do corpo está indicada, pode ser utilizado o próprio tecido do paciente para reconstituir a estrutura perdida. Nesta situação, a microcirurgia torna possível a transferência (ou transplante) de tecidos de uma região específica do paciente para outra mais distante.

Com o auxílio do microscópio, é restabelecida a circulação de vasos sanguíneos de aproximadamente 1 mm de diâmetro no tecido que foi transferido. O fio utilizado para reconectar os vasos é mais fino que um fio de cabelo.

A microcirurgia tem papel importante na reconstrução mamária, reconstrução de defeitos oncológicos, reimplantes, reconstrução de nervos periféricos e de feridas complexas.

Uma das melhores aplicações da microcirurgia é na reconstrução mamária, permitindo que pacientes possam ter a mama reconstruída com o seu próprio tecido, sem implantes, a fim de se obterem resultados mais naturais e estáveis a longo prazo.

Por que a microcirurgia é tão pouco conhecida?

Por ser um procedimento complexo, é necessário treinamento diferenciado, estrutura adequada e material cirúrgico especial. A técnica exige refinamento de habilidades específicas e a curva de aprendizado é longa. Assim, a maioria dos cirurgiões plásticos não despertam interesse por esta técnica e preferem se concentrar somente na área estética. Além disso, a quantidade de informação disponível para profissionais e pacientes é limitada. Na maioria das vezes, esta opção nem sequer é informada aos pacientes.

Em que áreas do corpo humano pode ser utilizada a microcirurgia?

A microcirurgia é uma excelente ferramenta na cirurgia plástica reconstrutiva, pois amplia as opções de reconstrução. A aplicação é muito ampla e pode abranger diversas regiões do corpo. É possível reconstruir a mama com o tecido do abdome ou coxas, reimplantar um membro ou extremidade, reparar uma ferida extensa com tecido da coxa ou do braço, por exemplo.

Em que ano e onde surgiu a microcirurgia?

Dr. Harry J. Buncke, de São Francisco, Califórnia, foi um dos pioneiros no desenvolvimento de técnicas de transplante de tecidos com pequenos vasos. Em 1967, ele realizou o primeiro transplante microvascular com sucesso usando o omento para cobrir um extenso defeito no crânio de um paciente.

Quanto tempo é necessário para um médico se tornar um microcirurgião?

Após as residências em cirurgia geral (2 anos) e cirurgia plástica (3 anos), é necessário treinamento complementar (chamado de fellowship) em microcirurgia reconstrutiva, com duração de um ano.

Quanto tempo o senhor permanece em um centro cirúrgico realizando o processo restaurativo em um paciente?

O tempo é muito variável. Depende da complexidade do caso e do tipo de reconstrução indicada. Um procedimento que envolve microcirurgia pode durar de 4 até 12 horas, aproximadamente.

Como o senhor se sente em poder ajudar uma pessoa a retomar a condição mais próxima do normal após um processo de enfermidade?

A microcirurgia é uma área fascinante.

Minha principal área de atuação dentro da microcirurgia reconstrutiva é a reconstrução mamária, que é justamente onde a cirurgia estética e a cirurgia reparadora se encontram. A reconstrução da mama utilizando microcirurgia é a técnica mais sofisticada disponível. É também a que proporciona os resultados mais naturais. É possível reconstruir a mama com o tecido proveniente de uma abdominoplastia, por exemplo. A felicidade das pacientes é recompensadora e a nossa satisfação é imensa.

É necessário que o hospital tenha um centro cirúrgico específico para realizar uma microcirurgia?

É necessário que o centro cirúrgico seja equipado com um microscópio adequado e instrumental específico. Sobretudo, a presença de uma equipe bem treinada é essencial para o sucesso do procedimento.

Dr. Whashington Lima – CRM 153723.

Dr. Washington Lima é cirurgião plástico com especialização em microcirurgia reconstrutiva e doutorado pela Universidade de São Paulo (USP). É assistente do São Camilo Oncologia, referência no tratamento do câncer de mama, e atua no Hospital Sírio-Libanês e Hospital Albert Einstein.

EDIÇÃO ANTERIOR

Posts recentes